Mutirão de limpeza para combater a dengue é realizado na Serra da Escama

Saúde

04/12/2017 as 14:04:14

Mutirão de limpeza para combater a dengue é realizado na Serra da Escama

Limpeza da aba da serra e da trilha que dá acesso à Fortaleza Gurjão, resultou em mais de 50 sacos de lixo.

As ações da campanha municipal de combate ao Aedes aegypti, foram concentradas na última sexta-feira (01/12), na região da aba da Serra Escama e na trilha que dá acesso à Fortaleza Gurjão, em Óbidos, no oeste do Pará.

O mutirão de limpeza na área realizado por servidores do setor de Endemias e Agentes Comunitários de Saúde, teve como objetivo a eliminação de qualquer objeto que pudesse acumular água e servir como criadouro para o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, febre zika e chikungunya. A ação faz parte da campanha “10 minutos contra o Aedes” realizada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), que nesta etapa contou com o apoio da Secretaria Municipal de Saneamento, Urbanismo e Infraestrutura (Seurbi).

Desde o dia 9 de novembro, profissionais do departamento de endemias da Semsa tem intensificado as visitas domiciliares, vistorias de pontos em diversos bairros da cidade considerados críticos e de risco a proliferação do mosquito; além de campanhas de educação em saúde e apresentação do tema em escolas e projetos sociais.

“Nosso objetivo maior é alertar a nossa população de que o mosquito se prolifera de forma muito fácil, por isso estamos desenvolvendo a campanha. O tema ‘10 minutos contra o Aedes’, na verdade é uma forma de orientar os obidenses sobre os riscos que as doenças transmitidas pelo mosquito podem trazer, mas que podem ser evitadas com medidas simples e em pouco tempo, bastando apenas atenção para não deixar água acumular”, explicou Moisés Portela da Silva, diretor do Departamento de Vigilância em Saúde da Semsa.  

No mutirão realizado na Serra da Escama foram coletados mais de 50 sacos de lixo de cem litros, com garrafas pet, lixo doméstico, além de outros objetos que acumulam água que haviam sido jogados na natureza por frequentadores do local.

“É importante alertar o quanto isso é perigoso. Mesmo essa sendo uma área que esteja fora do perímetro urbano, está muito próximo das residências da travessa Pauxis e do bairro Bela Vista. As condições aqui são favoráveis para a proliferação. Pedimos que não joguem lixo doméstico nessa área”, alertou Moisés.O parecer do Departamento de Vigilância em Saúde, aponta para um cenário preocupante. O último levantamento realizado em setembro de 2017, revelou que foram encontrados focos do mosquito em todos os bairros da cidade.

“Por isso lançamos a campanha e estamos fazendo esses trabalhos de ação e conscientização. O cidadão tem que entender que é preciso deixar o quintal limpo, não deixar água parada. Mas os proprietários de terrenos baldios também precisam assumir essa responsabilidade. O envolvimento de todos é fundamental”, disse Portela.

A campanha fará uma nova ação no dia 8 de dezembro (sexta-feira), para marcar o encerramento do projeto. Dessa vez serão realizadas palestras, brincadeiras, apresentações musicais, concursos, e apresentações teatrais.

A intenção é atingir o público infantil, em sua maioria alunos da rede municipal de ensino. O local do evento será confirmado no decorrer da semana.

 

Por: Jailton Santos e Érique Figueirêdo – ASCOM/PMO

Fotos: Odirlei Santos – ASCOM/PMO

Receba novidades por e-mail

SAC (93) 3547-3044